Banco de Oportunidades

Oportunidades para suas ideias e negócios

MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS DE PATO BRANCO PARTICIPAM DE FEIRA EXCLUSIVA

A I Feira dos Microempreendedores Individuais de Pato Branco reuniu 62 expositores de setores de serviços, comércio e indústria, neste domingo, dia 5 de julho. Mais de 1 mil pessoas passaram pelo evento promovido pela Prefeitura de Pato Branco, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, realizado no Mercado do Produtor, que formou uma vitrine de serviços e produtos ofertados por microempreendedores individuais do município, que são empreendedores formalizados, cujo faturamento bruto anual é de até R$ 60 mil.

 

A iniciativa contou com o apoio do Sebrae/PR, por meio do Programa Cidade Empreendedora, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e do Comitê Gestor Municipal da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

O prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, evidenciou o potencial dos microempreendedores individuais a partir da realização da primeira feira da categoria, que envolveu grande variedade de serviços e produtos. “Tivemos aqui a demonstração da qualidade e da diversidade do trabalho dos microempreendedores individuais de Pato Branco. A feira foi uma oportunidade para eles prospectarem os seus negócios”, destacou.

Para a maioria dos microempreendedores individuais, esta foi a primeira participação em uma feira. No caso de Sonia Wnuk, que possui uma loja de confecção feminina, foi a oportunidade para divulgar os produtos e o seu atendimento. “Eu nunca tinha participado de uma feira e me surpreendi. Foi um incentivo, pois, além de vender, tive uma experiência diferente, boa demais. Aparecemos para pessoas que não sabiam que existíamos, expomos e demonstramos o nosso trabalho”, disse.

Valdir Schervinski atua há 40 anos no ramo de instalações elétricas. Atualmente, como microempreendedor individual, também terceiriza o serviço para empresas e, na feira, pôde mostrar a sua experiência e atrair mais clientes. “Os clientes querem pessoas responsáveis para entrar na sua residência e para realizar o serviço. Na feira, transmiti mais confiança do meu trabalho. Agradeço a todos que criaram essa oportunidade para nós”, frisou.

O segurança Tiago Subtil encontrou no artesanato de filtros dos sonhos e mandalas uma segunda fonte de renda. Ele ficou satisfeito com a presença da comunidade no seu estande. “Participei para divulgar, o pessoal veio e conferiu. Essa foi a primeira vez que mostro o meu trabalho para o público. Valeu a pena ter participado, esperamos as próximas edições”, contou.

Para o consultor do Sebrae/PR, Alaxendro Dal Piva, a feira atingiu seu objetivo de divulgar os microempreendedores individuais, e também de chamar a atenção para a oportunidade aberta a quem ainda está na informalidade. Microempreendedores individuais formalizados ganham vantagens empresariais, como a de emitir nota fiscal e melhores linhas de acesso ao crédito, bem como a proteção da Previdência Social, com direito à aposentadoria por idade, por invalidez, auxílio-maternidade e auxílio-doença.

“Foi a primeira iniciativa desta natureza no Município, por sinal bem organizada, que levou informações. Primeiro, para a população que pôde conhecer os serviços prestados pelos microempreendedores individuais, e segundo, para os próprios empreendedores, que receberam orientações sobre a figura jurídica do microempreendedor, além de orientações sobre crédito.

Na I Feira dos Microempreendedores Individuais de Pato Branco, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Município dispôs equipe para orientar os interessados em melhorar o desempenho de seus empreendimentos e também para quem deseja sair da informalidade. No mesmo espaço, o Banco do Brasil