Website oficial da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação

Parque Tecnológico de Pato Branco é credenciado no Sistema Estadual de Parques Tecnológicos do Paraná

  • Projetos CTI
  • Nenhum comentário

Na última semana, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o Parque Tecnológico de Pato Branco foi credenciado no Sistema Estadual de Parques Tecnológicos do Paraná. A solenidade de certificação contou com a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior. Além de Pato Branco, outros 17 parques tecnológicos do Estado foram credenciados. Inaugurado em 2016, com uma área de 5 mil m², estrutura modelo para o Brasil e referenciada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC), o Parque Tecnológico de Pato Branco é voltado à pesquisa, extensão e incubação de empresas de base tecnológica. O espaço, que pode abrigar até 60 empresas incubadas, conta com laboratórios de pesquisa, módulos industriais, centro de convivência e a Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação.

O credenciamento, realizado pelo Sistema Estadual de Parques Tecnológicos do Paraná (Separtec), órgão que congrega 40 entidades, sob a coordenação conjunta da Superintendência de Ciência e Tecnologia e da Secretaria da Fazenda, teve o objetivo de criar ecossistemas mais unificados e sofisticados para empresas, incubadoras e instituições de pesquisa compartilharem conhecimento, equipamentos e também recursos estaduais. As visitas a todos os parques tecnológicos aconteceram em julho, sendo que, agora, o Estado passa a concentrar, de maneira organizada, metade dos parques tecnológicos do Sul do Brasil – 18 de um total de 37.

O prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, salientou que esse credenciamento é muito significativo, porque sinaliza um direcionamento do governo do estado em “termos de incentivo” para os parques tecnológicos. “Ter esse reconhecimento por parte do governo é um diferencial, porque foi passado por uma avaliação, para definir essa condição. É sim, um status adicional. Até então, os parques trabalhavam de uma maneira independente, com recursos municipais, ou mesmo de entidades. Com a criação do Separtec, essas políticas se tornaram prioridade e, Pato Branco, por ter um parque em operação, receberá incentivos com viés de empreendedorismo, voltados à ciência, tecnologia e inovação”, ressaltou.

O secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Géri Natalino Dutra, destacou que essa conquista é mais uma demonstração de todo o trabalho que vendo sendo realizado pela Prefeitura de Pato Branco, lembrando que até 2013, as ações eram direcionadas ao ambiente acadêmico e empresariado, sem levar em consideração a participação da comunidade. “Com a reestruturação do poder público e a criação da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, mudou-se esse patamar. Criou-se um plano de desenvolvimento que passou a integrar todas as secretarias, tornando a gestão participativa, o ecossistema cada vez mais dinâmico e ativo”, frisou.

O governador afirmou que a administração estadual precisa unir a produção científica das universidades, as estruturas municipais e o setor privado em prol de uma agenda que gere soluções mais eficientes e inovadoras para as diversas áreas. “O Paraná passará a ter um ecossistema de novas tecnologias. Já temos cidades polo como Curitiba, Pato Branco, Londrina e Guarapuava apostando nessa iniciativa. Outras cidades têm atraído jovens e empresas. O Paraná precisa estar antenado ao que o mundo vem fazendo”, explicou Ratinho Junior.

Deixe uma resposta